ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019

21/05/2019 | 23:24:02

Com queda no número de notificações, dengário da Rua 5 segue com atendimento até sexta (24)

Atendimento continuará sendo feito diariamente, incluindo sábados e domingos, das 7h às 20h, no polo instalado no Cear, além das 3 UPAs e unidades básicas

Com queda no número de notificações, dengário da Rua 5 segue com atendimento até sexta (24)

O Polo de Atendimento de Pacientes com Suspeitas de Dengue, conhecido popularmente como “dengário”, que funciona no centro da cidade, na Rua Voluntários da Pátria, a Rua 5, segue com atendimento até esta sexta-feira, dia 24 de maio, às 20h. 

Após essa data, o atendimento continuará sendo realizado diariamente, incluindo sábados e domingos, das 7h às 20h, no polo instalado na sede da Vigilância Epidemiológica, no Cear, além das três UPAs e unidades básicas de saúde. 

De acordo com a secretária municipal interina de Saúde, Joice Nogueira, a redução das notificações de casos de dengue registrada nas últimas semanas determinou o encerramento das atividades dessa unidade no Centro, após três meses de funcionamento. 

Os números da Vigilância Epidemiológica divulgados nesta segunda-feira (20) apontam que Araraquara tem 10.394 casos confirmados de dengue. Nesta última semana, 1.130 foram descartados e 360 estão aguardando conclusão.  Ainda segundo a Vigilância, como as notificações têm caído, a equipe está mais centrada na digitação dos casos que estão no sistema. Inclusive, foram encontradas duplicidades, ou seja, a mesma pessoa passou em vários serviços da Saúde. 

“Felizmente, tivemos uma redução importante no número de notificações de casos de dengue, o que nos fez decidir pelo fechamento do Polo de Atendimento na região Central. Isso também mostra a tendência de desaceleração de transmissão da doença no município”, declara Joice, atribuindo essa tendência às ações de combate à dengue que vêm sendo intensificadas desde o ano passado e também em virtude do clima. 

A queda no número de notificações é notada a cada dia nas unidades de atendimento. Nos primeiros 9 dias deste mês de maio, por exemplo, segundo dados da Secretaria da Saúde, as notificações no polo de atendimento da Rua 5 caíram de 18, registradas no feriado do dia 1º, para 4 notificações de dengue no dia 9. No dia 6, uma segunda-feira, quando os polos de atendimento têm mais movimento, não houve notificação de dengue. No Cear, a redução também é registrada.

 

Combate à dengue 

O segundo “dengário” foi aberto na Rua 5, no dia 25 de fevereiro.  Antes, no dia 2 de fevereiro, a Secretaria da Saúde já havia aberto o primeiro, no Cear, para desafogar os atendimentos nas 3 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), que aumentaram muito diante da epidemia de dengue, principalmente as UPAs do Centro e da Vila Xavier. 

Ao mesmo tempo, quatro Unidades Básicas de Saúde, nos bairros do Selmi Dei I, Jardim América, Paulistano e Iguatemy começaram a atender casos suspeitos de dengue em horário estendido, mas elas também já voltaram ao horário normal, à medida que a procura por atendimento foi se regularizando. 

Toda a reorganização da rede básica no início do ano ocorreu junto com uma série de ações planejadas pela Sala de Situação da Dengue, grupo criado no ano passado, envolvendo toda a estrutura de governo. 

Como 80% dos criadouros da dengue estavam nos quintais das residências com moradores, foram intensificados neste período os bloqueios casa a casa, nebulização, mutirões, fumacê e arrastão com vistoria nos quintais. 

A Prefeitura colocou roçadeiras e tratores nas ruas para limpeza dos terrenos públicos e aprovou na Câmara, em fevereiro, o projeto “Araraquara Contra a Dengue”, prevendo multas para quem mantém criadouros do mosquito Aedes aegypti em casa, terreno ou indústria. O projeto também criou o cargo de apoiador contra a dengue, em caráter emergencial e por período determinado, com seleção realizada por meio de processo socioeconômico. Os primeiros apoiadores chamados já estão trabalhando junto com as cerca de 300 pessoas e 20 caminhões que atuam nas ações da Vigilância. 

Durante todo o processo, denúncias de imóveis abandonados também podem ser realizadas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica pelo 0800-7740440, ou através do Whatsapp da Prefeitura – (16) 99760-1190 e pelas redes sociais.

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se j?for cadastrado, ?s?

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados