ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Sábado, 25 de Maio de 2019

30/04/2019 | 22:34:06

Festa do Trabalhador: artistas da cidade marcam presença no evento

Programação começa às 13 horas e segue até a noite; "Pratas da Casa" apresentam MPB, rock, samba, Hip Hop, música eletrônica, cortejo e intervenção visual

Festa do Trabalhador: artistas da cidade marcam presença no evento

A Festa do Trabalhador, realizada pela Prefeitura de Araraquara em parceria com as Centrais Sindicais, conta com a apresentação de diversos artistas de sucesso nacional e tem a participação de um grupo de artistas da cidade: são os “Pratas da Casa”. Com início às 13 horas, na Praça Scalamandré Sobrinho (em frente à Arena da Fonte), as Pratas da Casa chegam com: Banda Controvérsia (rock), Batukada de Primeira (samba), Khal Dias com Willian Chacal, Shaky e DJ Alf Dee (Hip Hop), Márcio Rocha (MPB), Coletivo Tocaya (DJ/música eletrônica), Grupo Rebeldia (Intervenção - Cortejo) e Alex Lima (Intervenção Visual).

A festa começa com o Coletivo Tocaya abrindo a programação musical com o projeto "Suador", que dialoga com as lutas e conquistas do trabalhador brasileiro. Encabeçado pelos DJs Nat Rozendo e Jônatas Micheletti, a principal meta do Coletivo é disseminar música e proporcionar às pessoas situações em que elas possam dançar em espaços públicos, coletivamente. Em uma abordagem ao mesmo tempo celebrativa e crítica, "Suador" propõe um repertório popular, com músicas de Clara Nunes, Gonzaguinha, Milton Nascimento, entre muitos outros, sem perder de vista o balanço e a vocação do Coletivo Tocaya: fazer dançar.

O show "Encontros e Despedidas", com Marcio Rocha Trio, é atração das 13h50 e apresenta canções que marcaram o universo de lutas pelos direitos civis e pela liberdade de expressão no Brasil. No repertório, canções de Chico Buarque, Taiguara, Belchior, Beto Guedes, Fernando Brant, Zé Ramalho, Geraldo Vandré entre outros. Lembrando que Márcio Rocha é guitarrista, cantor e compositor e atua profissionalmente desde a década de 90.

Às 14h40 é a vez do Projeto “R - Rap, Raiz e Rua”, que apresenta um time de feras da cidade: Khal Dias, Willian Chacal, Shaky e DJ Alf Dee. No Dia do Trabalhador o grupo propõe um show constituído de um repertório voltado para a conscientização da população no que diz respeito a seus direitos, origens, possibilidades, além de transitar pelas relações do trabalho com história, amor e diversão. O "Projeto R" é a junção destes quatro artistas do mesmo segmento, com estilos diferentes, porém com um mesmo intuito: informar e conscientizar através da música. Unindo a experiência musical de cada um, o grupo traz para o palco a mistura do Rap, Reggae, Trap, com a energia inerente do estilo Hip Hop.

Um cortejo marca a programação às 15h20: é “A Morte não tira férias”, com o Grupo Rebeldia, falando diretamente com o trabalhador sobre temas que fazem parte da sua realidade. A intervenção cênica utiliza ferramentas do teatro de rua e conta com um cortejo para falar de assuntos relevantes à população trabalhadora, a fim de provocar a reflexão crítica a respeito do contexto social brasileiro com foco nas questões trabalhistas.

O rock também tem espaço garantido entre os artistas da cidade: a banda Controvérsia faz show às 15h35. Grande nome da música alternativa de Araraquara, desde a década de 90, a Controvérsia, no Dia do Trabalhador, traz a energia autêntica do rock, explorando seu importante recorte político e popular. Com repertório de rock clássico e também algumas releituras da MPB, o show promete grandes momentos.

Não poderia deixar de ter samba na Festa do Trabalhador araraquarense e a banda Batukada de Primeira será a responsável por executar o ritmo que a cidade tanto gosta. O grupo, na ativa desde 2011, está animado para a festa e conta que trará um repertório de música popular brasileira de qualidade, com uma percepção voltada ao trabalhador brasileiro. Jackson do Pandeiro, Toquinho, Gilberto Gil, Elis Regina, Gonzaguinha, Jorge Aragão, Tim Maia são alguns nomes garantidos nessa programação. O show tem início às 16h30.

Uma intervenção visual também marca a participação dos Pratas da Casa, agora com Alex Lima, da Icon Artes, com “Pare, Olhe e Poeme-se – Palavras de Trabalho”, das 18 às 21 horas. Dirigida a todas as idades, a intervenção propõe oferecer ao trabalhador uma exposição digital, com poemas projetados em local aberto e de fácil visualização. Os textos utilizados foram pensados especialmente para o Dia do Trabalho, e contam com grandes nomes, como: Castro Alves, Machado de Assis, Olavo Bilac - entre outros.

 

Mais programação – Além dos Pratas da Casa, a programação também contará com homenagens dois líderes sindicais – um de expressão nacional - Carlos Ramiro de Castro, conhecido como o Carlão da Apeoesp - e outro de expressão local - Davilson Correa Rolfsen, que ocupou os cargos de Diretor e Presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Materiais Elétricos de Araraquara e Américo Brasiliense. As homenagens serão realizadas às 17 horas.

Uma feira de artesanato também será montada na Scalamandré. A ideia é promover o trabalho de artesãos e artistas da cidade, incentivando a economia criativa e os novos empreendedores. Diversas opções de produtos serão comercializadas, com a participação de um grande número de expositores.

Os destaques musicais, a partir das 17h30, ficam por conta da música sertaneja de Carreiro e Capataz, Cezar e Paulinho, João Lucas e Matheus, Lipe e Lyan, além do reggae com a banda Onze e 20, numa promoção da Rádio Morada.

Assim como ocorreu em 2017 e 2018, este ano o transporte coletivo também será gratuito o dia todo para que as famílias possam aproveitar a atividade e refletirem por uma sociedade mais justa. A organização do evento lembra que a entrada, embora seja gratuita, pode ser solidária. Aqueles que tiverem a possibilidade, o Fundo Social de Solidariedade estará com estrutura montada no local para receber quilo de alimento para ser doado às pessoas que mais precisam.

 

SERVIÇO:

Festa do Trabalhador

Dia: 1º de maio (quarta-feira)

Horário: A partir das 13 horas

Local: Praça Scalamandré Sobrinho (em frente à Arena da Fonte)

Entrada: gratuita (pede-se 1 kg de alimento não perecível)

* ônibus grátis o dia todo

 

Realização: Prefeitura de Araraquara

Apoio: Centrais Sindicais de Araraquara

Promoção: Rádio Morada

 

Programação:

13h: Coletivo Tocaya (DJ/ música eletrônica)

13h50: Encontros e despedidas com Marcio Rocha Trio

14h40: Projeto R com Khal Dias, Willian Chacal, Shaky e DJ Alf Dee

15h20: “A Morte não tira férias” (cortejo), com Grupo Rebeldia

15h35: Controvérsia

16h30: Batukada de Primeira

18h as 21h: “Pare, Olhe e Poeme-se – Palavras de Trabalho” (intervenção de Alex Lima - Icon Artes)

17h - Homenagens

A partir das 17h30: Promoção Rádio Morada - Cezar e Paulinho, Lipe e Lyan, João Lucas e Matheus, Carreiro e Capataz e Banda Onze e 20

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados