ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Quinta-Feira, 24 de Maio de 2018

25/04/2018 | 22:26:38

Programa Frentes da Cidadania leva esperança a dezenas de araraquarenses

​​Aula inaugural foi realizada nesta quarta-feira (25), no Espaço Kaparaó​, e contou com depoimentos emocionantes​; ‘esse programa vai fazer a diferença na vida de muitas famílias’, afirma Edinho

Programa Frentes da Cidadania leva esperança a dezenas de araraquarenses

Foto: Tetê Viviani

A desempregada Neiva de Fátima Vaz, de 52 anos, agradeceu à Prefeitura pela oportunidade de participar das Frentes da Cidadania, durante a aula inaugural do projeto, no Espaço Kaparaó, na manhã desta quarta-feira (25). Seu depoimento ao prefeito Edinho foi emocionante. 

“Eu trabalhava em um cemitério lavando túmulo. Meu marido teve câncer e precisei ‘pedir as contas’ para cuidar dele. Ele faleceu após três meses em que eu estava desempregada. Tentei a aposentadoria dele e não consegui. Eu estava ‘no fundo do poço’, sendo despejada, sem comida, sem nada”, disse Neiva, que mora no Jardim Cruzeiro do Sul. “O melhor presente que eu poderia ter ganhado na minha vida foi esse. No dia do meu aniversário, em 19 de março, recebi o telefonema de que eu iria entrar nas Frentes da Cidadania”, complementou.

O objetivo central do projeto — coordenado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com o Fundo Social de Solidariedade e o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) — é o combate à exclusão social, oferecendo uma bolsa para que os beneficiários se insiram em cursos de qualificação profissional. 

Em um primeiro momento, são 67 beneficiados em um total de quase 2,5 mil inscritos. A ideia é chegar a 100 participantes até o final do ano. Todos também são inseridos, juntamente com suas famílias, em programas sociais como EJA (Educação de Jovens e Adultos), Escolinhas de Esportes, Oficinas Culturais, entre outros.

Gisele Aparecida de Souza, de 33 anos, mora no Valle Verde, está desempregada e também celebra o início das Frentes da Cidadania. “Sou mãe de quatro filhos e estou desempregada. Esse projeto vai dar oportunidade de qualificação para mim e para outras pessoas. São famílias de baixa renda, mães solteiras, que criam muitos filhos. Agora tenho essa oportunidade”, declarou.

 

​​Vulnerabilidade 

Em sua fala no evento, o prefeito Edinho agradeceu à Câmara Municipal por ter aprovado a criação do programa e a todos os servidores municipais envolvidos na organização. Ele ressaltou que as Frentes da Cidadania vão ajudar a vida que quem mais precisa. 

“Esse programa vai fazer a diferença na vida de muitas famílias em Araraquara. Muitas vezes, as pessoas não têm o básico para colocar na mesa e se alimentar. Quantas vezes vocês acharam que não tinham mais nenhuma porta aberta?”, perguntou o prefeito. “Eu sei de que lado eu estou: do lado do povo que mais precisa. O que determina se a pessoa vai ter oportunidade de uma vida melhor é a gente abrir ou não a porta”, disse Edinho. 

O vereador José Carlos Porsani (PSDB), que representou a Câmara Municipal, elogiou o prefeito Edinho pela iniciativa e de​monstrou total apoio. "Vocês vão se capacitar e ter muito mais oportunidades lá na frente. No que depender da Câmara, vamos apoiar o programa no que for necessário", destacou. O vereador Paulo Landim (PT) também esteve presente na atividade. 

A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Eloísa Mortatti, lembrou que muitos participantes do programa não têm o ensino básico e também terão esse suporte. “Vamos prepará-los até a faculdade, caso quiserem cursar. Todos terão qualificação para o mercado de trabalho”, afirmou. 

Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Silva também ressaltou a disposição que todos têm para mudarem de vida. “Parabéns a todos que estão aproveitando essa oportunidade de se qualificarem. Aproveitem bastante. Parabéns também ao Edinho. Assim, vamos lutar por uma cidade mais solidária”, disse Cidinha. 

 

​​Sobre o programa 

O público-alvo das Frentes da Cidadania são adolescentes que estejam ou tenham cumprido medida socioeducativa e pessoas em situação de vulnerabilidade social, como moradores em situação de rua, dependentes químicos em recuperação, mulheres vítimas de violência, reeducandos que tenham cumprido pena e desempregados cujas famílias estejam em situação de vulnerabilidade. Também é necessário morar em Araraquara há pelo menos dois anos e estar cadastrado no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. 

Para não perder a bolsa, é necessário que os beneficiados frequentem, no mínimo, 95% das aulas. Os selecionados assinam com a Prefeitura um termo de adesão pelo prazo de um ano. As vagas do programa são preenchidas de acordo com a vulnerabilidade social e com a necessidade da administração pública. 

Estão previstos os seguintes cursos, em parceria com o Senac: Auxiliar de escritório, Auxiliar administrativo, Atendimento ao cliente com excelência, Imagem e estilo, Recepção e atendimento telefônico,  Orientação sobre o mercado de trabalho, Marketing pessoal, Introdução à informática, Básico em jardinagem, Básico em zeladoria, Introdução em gestão de almoxarifado e Técnicas de cortes masculinos e barbearia e corte feminino.

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados