ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

01/10/2018 | 23:47:32

Saúde oferece serviços e treinamento no Dia Mundial do Coração

Em parceria com outras instituições de Araraquara, atividades também foram realizadas nesse domingo, no Parque Infantil

Saúde oferece serviços e treinamento no Dia Mundial do Coração

Em parceria com a Uniara, Sociedade Paulista de Cardiologia e Unimed, a Secretaria Municipal de Saúde realizou uma manhã de atividades especiais no domingo (30 de setembro), no Parque Infantil, oferecendo serviços, orientações e prevenção relativos aos cuidados para o coração. O dia 29 de setembro é lembrado como o “Dia Mundial do Coração”. 

Entre as atividades, foram oferecidos aferições de pressão arterial e testes rápidos de glicemia, e orientações para controle de doenças que acometem o coração, além de treinamentos para atendimento de pessoas inconscientes, que podem estar sofrendo um infarto.  

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, Eliana Honain, foi positivo o evento no Parque Infantil. “Houve interesse da população pelos serviços oferecidos, inclusive nos treinamentos”, afirmou.

Na sexta-feira (28), em entrevista ao programa ‘Canal Direto com a Prefeitura’ (via TV Web Participativa, na página oficial do Facebook da Prefeitura de Araraquara), Eliana e a cardiologista Argênzia Mestria Bonfá destacaram a importância dos cuidados que as pessoas precisam ter para evitar doenças do coração. 

Segundo Argênzia, os principais desafios da Saúde em relação aos problemas do coração atualmente são o controle da hipertensão arterial, que em alguns pacientes não apresentam sintomas, e com a as doenças coronarianas, que provocam o infarto agudo do miocárdio. 

Esses problemas podem atingir os homens com idades entre 45 e 55 anos e as mulheres, entre 55 e 65 anos. “Mas nada impede que atinjam também pessoas com idades mais jovens, principalmente os fumantes”, alertou a cardiologista.

 

Fatores de risco 

São sete os fatores de risco que podem afetar a saúde do coração: pressão arterial alta, diabetes, consumo de cigarro, colesterol alterado, obesidade, sedentarismo e estresse. 

“É possível mudar os fatores de risco controlando a pressão arterial e o colesterol, cuidando da diabetes, parando de fumar, combatendo a obesidade com uma dieta alimentar e praticando atividades físicas contra o sedentarismo”. 

Ainda de acordo com Argênzia Bonfá, também é importante oferecer treinamento de orientações para a população aprender a prestar atendimento a uma pessoa que esteja inconsciente ou com parada cardiorrespiratória. 

Nos treinamentos, são feitas manobras simples, utilizando bonecos como simuladores, até que a unidade de emergência chegue ao local. 

“São ações que podem salvar uma vida”, enfatiza a médica cardiologista, acrescentando que o Brasil registra, em média, atualmente, 720 paradas cardíacas por dia. 

Eliana Honain acrescentou que em Araraquara existem médicos clínicos nas unidades de saúde para atender pessoas com problemas de coração, além do Centro de Especialidades. 

E ressaltou que escolas e empresas que se interessam pelo treinamento de alunos ou empregados em atendimento emergencial a quem esteja inconsciente ou com parada cardiorrespiratória pode se manifestar para agendamento por meio dos canais da Prefeitura.

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados