ACESSE SUA ÁREA

Esqueceu a senha?

Araraquara, Segunda-Feira, 25 de Junho de 2018

28/05/2018 | 18:55:45

Território da Arte de Araraquara começa nesta quarta-feira (30)

Abertura tem início às 19 horas, na Biblioteca Municipal, com programação variada

Território da Arte de Araraquara começa nesta quarta-feira (30)

Croqui da intervenção urbana de Silvia Ruiz, “Em[PILHAMENTOS] Bancos-Paisagem”

Nesta quarta-feira, 30 de maio, tem início mais uma edição do Território da Arte de Araraquara. A abertura será realizada na Biblioteca Municipal Mario de Andrade, a partir das 19 horas, com entrada gratuita, aberta a todos interessados.

Em sua 15ª edição, o Território da Arte de Araraquara – projeto de Artes Visuais realizado pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart – traz como tema “XV Território da Arte - das trincheiras não se avistam horizontes”, com a curadoria de Djaine Damiati. A programação conta com o apoio: SESC Araraquara, Novo Hotel Municipal, Restaurante Max Salada e Plant Art.

A partir das 19 horas, o público poderá conferir na Biblioteca Municipal: a exposição “Percursos Territoriais”, a intervenção urbana “Em[PILHAMENTOS] Bancos-Paisagem”  e também a ocupação “Bandeiras Rosa-Laranja”.

Depois, às 20h30, Nilton Campos, diretor do MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto, comanda a mesa de abertura; e às 21h30, Murilo Rangel e Padu Cecconello realizam a performance/instalação “Outro”. Ainda, também na quarta, tem início a instalação audiovisual “Desviante”, no MIS – Museu da Imagem e do Som Maestro José Tescari.

A exposição “Percursos Territoriais” reúne pela primeira vez numa coletiva, os artistas Carlos Rezende, Euzânia Andrade, Lauro Monteiro e Sueli S. Ferrer, cujas trajetórias atravessam, de diferentes modos e perspectivas, um ponto comum: a produção de artes visuais na cidade de Araraquara.  A exposição convida o público a criar diferentes trajetos entre artistas, obras e histórias e a mergulhar nos percursos territoriais da arte.

Já a ocupação “Bandeiras Rosa-Laranja”, de Marcus Braga, apresenta bandeiras coloridas - movimentadas pelo deslocamento dos visitantes ou pelo vento - marcam a ocupação de áreas “esquecidas” de edifícios públicos utilizados para a gestão cultural, propondo uma reflexão sobre a relação entre usos e ocupação.

Na intervenção urbana “Em[PILHAMENTOS] Bancos-Paisagem”, Silvia Ruiz realiza uma intervenção em lambe-lambes e aborda a arte da gravura e suas possibilidades enquanto técnica. A proposta da artista é chamar a atenção para a poética desenvolvida em seu processo de criação. A intervenção permanece até 10/07 no espaço.

Na performance/instalação “Outro”, Murilo Rangel e Padu Cecconello apresentam corpos em ação performática atravessados pelo desejo de romper a trincheira e alcançar o horizonte, entendendo-os como horizontes para os quais são cabíveis todas as possibilidades e experiências.

Na exposição de Nilton Campos, diretor do MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto, a abordagem será “percursos, territórios e horizontes”. 

Território – Esta edição vem com três diferentes frentes, chamadas de “Horizontes”. “Horizonte 1: Percursos Territoriais” reúne a mostra coletiva dos artistas de Araraquara: Sueli Ferrer, Lauro Monteiro, Carlos Rezende e Euzânia Andrade; enquanto “Horizonte 2:  Olhar Além” apresenta as obras selecionadas por meio do edital, com exposições em diversos espaços da cidade.

Por fim, “Horizonte 3: Horizontes Desdobrados”, propõe uma ocupação na Casa da Cultura com trabalhos e registros de trabalhos já realizados, com convidados artistas que desenvolvem projetos que buscam novos horizontes. Esta programação se completa com palestras, workshops e outras atividades formativas.

As três frentes reúnem uma enorme programação, que segue de 30 de maio a 06 de julho. Exposições, instalações, bate-papo, oficina, ações no espaço público, vivência, lançamento de livro, exibição de documentário, festa compõem o programa. 

Programação - Os grafiteiros de Araraquara Jota Aracê e Luís Henrique Sniffo estão nesta edição do Território da Arte de Araraquara: “Caçador de Sonhos”, de Jota Aracê pode ser conferido de 10/06 a 10/07, no Terminal Rodoviário; enquanto Sniffo apresenta “Guerreiras do Dia a Dia”, de 07/06 a 06/07, em diversos locais.

Também, Alex Lima e Eder Santos apresentam a intervenção “Palavra de Rua”, de 07 a 30/06 em diversos espaços; e destaque para a obra “Nadação”, de Leda Braga (na Esplanada das Rosas, de 04/06 a 06/07) e para a exposição: “Diário de Busão”, de Diogo Moraes (de 08/06 a 06/07, na Casa da Cultura).

Três instalações integram a mostra: “Estação Araraquara”, com Rogério Rauber (instalação site specific, de 14/06 a 06/07, na Estação Ferroviária de Araraquara); “Desviante”, com Marko Dallabrida (instalação audiovisual, de 30/05 a 06/07, no MIS); “Tranzcreen” (instalação interativa), com Tânia Camargo e Daniel Dekwilde (de 12 a 16/06, na Casa da Cultura).

Ações no espaço público também somam ao evento: “Troco Sonhos”, com Ana Teixeira (15/06, às 16h, em diversos espaços) e “O indizível e outros nomes”, com Coletivo POP Arte (de 18 a 25/06, em vários espaços). Também, a vivência “Diferente como todo mundo” (16/06, 10h, Casa da Cultura). Vale destacar que Ana Teixeira realiza o lançamento do seu livro “Minhas duas avós”, no dia 16/06, às 11h, na Casa da Cultura.

Diversos encontros, que propõem um bate-papo com artistas para troca de experiências, serão realizados: “Palavra de Rua”, com Alex Lima eEder Santos, no SENAC Araraquara; “Vamos falar sobre pintura de rua”, com Luís Henrique Sniffo (26/6, às 19h30, no Lar Nossa Senhora das Mercês); “Diário de Busão - Visitas Escolares a Instituições Culturais”, com Diogo Moraes (11/06, 15h30, na Casa da Cultura), “Casa da Xiclet”, com Adriana Duarte “Xiclet” (04/07, 20h, Sesc Araraquara), “Meus 20 anos de ações no espaço público” (15/06, 19h30, na Casa da Cultura).

A Oficina “Gráfica Ordinária”, com Cláudio Caropreso, traz gravura e intervenções urbanas com Lambes, de 11 a 13/06, na Casa da Cultura. As inscrições podem ser realizadas pelo fone 3333-1159.

A exibição de documentário “Casa da Xiclet” acontece no Sesc Araraquara, no dia 04/07, às 20 horas, seguido por bate-papo com a artista Adriana Duarte, a “Xiclet”.

Uma festa com “ação e performatividade” deve agitar e unir artistas e públicos, numa confraternização com DJs, na quadra da Casa da Cultura, no sábado (09/06), das 20h à 01h: é a “Tocaya no Território”.

Toda a programação é gratuita e pode ser acompanhada pelo site da Prefeitura de Araraquara ou na página do evento no Facebook. O XV Território das Artes de Araraquara segue com a programação até o dia 06 de julho.

 

SERVIÇO:

Abertura do Território da Arte de Araraquara

Local: Biblioteca Municipal Mário de Andrade (Rua Carlos Gomes, 1729 – Centro)

Data: quarta-feira (30 de maio)

Horário: 19 horas

 

Programação:

- Exposição “Percursos Territoriais”

- Ocupação “Bandeiras Rosa-Laranja”

- Intervenção urbana “Em[PILHAMENTOS] Bancos-Paisagem”

- Mesa de abertura com Nilton Campos (diretor do MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto)

- Performance/instalação “Outro”

 

Horários de visitação: de segunda à sexta-feira das 9h às 19h, aos sábados, das 9h às 11h

Período: de 30/05 a 30/06

 

Grátis

Visite a página do site FolhaCidade no Facebook

COMENTÁRIOS

Comentar

Máximo de caracteres: 200

|   Caracteres digitados:

Comentar

Para poder comentar, cadastre-se.

Se já for cadastrado, é só

Publicidade

FACEBOOK

Publicidade

Tl: (16) 3332-5307 / 99727-0985 (site)


(16) 3332-3626 / 99743-2822 (jornal)

contato@folhacidade.com.br

Copyright © 2005/2017 - folhacidade.net. Todos os Direitos são Reservados